Polícia Civil prende duas pessoas envolvidas em furto de carga e estelionato

Produto foi aprendido no terminal ferroviário de Rondonópolis, quando dois caminhões seriam descarregados no local com carga de milho em lugar de farelo de soja

Duas pessoas foram presas pela Polícia Civil nesta terça-feira (25.08), em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), suspeitas pelo furto de cargas e fraude na entrega de grãos. O trabalho da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município resultou também na apreensão de dois caminhões carregados de milho.

Um dos motoristas do caminhão, de 44 anos, foi preso em flagrante por estelionato e furto de carga. A mulher, funcionária da empresa vítima do crime, foi presa por participação no estelionato. 

As investigações iniciaram após os policiais civis receberem informação sobre dois caminhões que estavam tentando descarregar milho de forma fraudulenta, em uma empresa localizada em Rondonópolis. 

Conforme apuração da Derf, os motoristas, originariamente, tinham carregado de farelo de soja, conforme notas fiscais desse produto. Porém, antes que as cargas fossem descarregadas, eram subtraídas e depois substituídas por milho em grão, que tem preço inferior, ao farelo de soja. Para a finalizar o golpe, funcionários da empresa eram aliciados, como os dois motoristas.

Com base nas informações, os investigadores foram até a empresa, aonde abordaram um motorista que conduzia um dos veículos, que acabou confessando que foi convidado a participar do golpe, em Cuiabá. Ainda segundo ele, a pessoa com quem combinou revelou que havia um “esquema” dentro da empresa e que seguindo todas as orientações, não teria nenhum problema.

O motorista informou que ao chegar em Rondonópolis trocou a carga de farelo de soja, avaliada em mais de R$ 100 mil, pela carga de milho avaliada em 1/3 do valor da carga furtada.  Porém, ele acabou sendo surpreendido pelos investigadores no momento em que aguardava para descarregar o milho.

O motorista do segundo caminhão conseguiu fugir do terminal ferroviário ao perceber a presença dos investigadores.

Os dois envolvidos foram conduzidos para Derf onde foram interrogados e autuados em flagrante delito. A funcionária responsável pela conferência de notas fiscais e liberação dos caminhões para descargas dentro do terminal ferroviário foi autuada em flagrante pelo crime de estelionato. O motorista foi autuado por estelionato e furto de carga.

As investigações continuam para identificação e prisão de outros participantes. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *