Polícia Civil prende em flagrante autor de estupro e roubo contra duas mulheres em Poconé

Em menos de 24 horas, a Polícia Civil de Poconé (104 km ao sul de Cuiabá) esclareceu um crime de estupro e roubo majorado praticado contra duas jovens sitiantes, na zona rural do município. O suspeito de 38 anos foi preso nesta quinta-feira (03.09) após a equipe da Delegacia de Poconé reunir várias evidências que o apontavam como autor do crime.

O estupro seguido de roubo ocorreu por volta das 20 horas de quarta-feira (02), quando o suspeito, em uma bicicleta vermelha, abordou as vítimas na beira da estrada. Em seguida, ele levou as vítimas para um local ermo, onde praticou o estupro contra uma das jovens e em seguida roubou o celular dela.  

Assim que foi informada dos fatos, a equipe da Delegacia iniciou as diligências realizando a oitiva das vítimas e as encaminhou para exame de corpo de delito. Durante as investigações, uma testemunha compareceu à delegacia passando informações sobre o possível autor do crime, morador da região que utilizava uma bicicleta vermelha, assim como mencionado pelas vítimas.

Com base nas informações, os policiais foram até o endereço indicado pela testemunha, onde realizaram a prisão em flagrante do suspeito. Em seguida, os policiais seguiram para um sítio na zona rural, onde o suspeito reside com o pai. No local foram encontradas as roupas que ele teria utilizado na ocasião do crime, entre elas uma camiseta listrada com capuz, usada para esconder o rosto. O aparelho celular da vítima que foi roubado ainda não foi localizado.

Diante das evidências, ele foi conduzido à Delegacia de Poconé, onde foi interrogado pelo delegado Ruy Guilherme Peral da Silva e autuado em flagrante pelos crimes de estupro e roubo majorado. Devido à gravidade dos fatos, o delegado representou pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

“Durante a rápida investigação, foi possível identificar vários elementos que apontam para o suspeito como autor do crime, como o fato de ele ter saído de casa no horário aproximado do crime, além do reconhecimento das vestimentas do suspeito pelas vítimas”, disse o delegado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *