Polícia Civil prende mãe que filha e contratavam menores para atuar com tráfico na Capital

Um ponto de venda de drogas coordenado por mãe e filha foi desarticulado pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (09.12), no bairro Vista Alegre em Cuiabá. A ação da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) resultou na prisão em flagrante das suspeitas e na apreensão de dois menores que auxiliavam o comércio ilícito.

A mãe, M.J.B., 39 e a filha, J.B.S., 19, foram autuadas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico com aumento de pena por envolvimento de menores de idade. Os adolescentes. J.C.C.S., 17, e J.G.N.A., 16, responderão por ato infracional de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

As investigações iniciaram após a equipe da DRE receber informações sobre a venda de drogas, próxima a uma gráfica no bairro Vista Alegre, na Capital. Segundo as informações, a suspeita M.J.B. era a responsável pelo entorpecente e contratava os menores para atuar na venda.

Com base nas informações, os policiais passaram a monitorar a região, conseguindo visualizar toda a movimentação típica do comércio ilícito. Após uma entrega, foi realizada a abordagem do usuário, sendo apreendidas três pedras de pasta base de cocaína.

Em continuidade as diligências, os investigadores da DRE realizaram a abordagem de um dos menores que atuava na venda, que foi surpreendido com 10 porções de pasta base de cocaína, embaladas para venda.

Com as informações passadas pelo adolescente, os policiais chegaram a residência das suspeitas (mãe e filha) responsável pelo repasse da droga que era vendida aos usuários. Com as suspeitas, os policiais apreenderam duas pedras de pasta base de cocaína, que elas tentaram dispensar no momento em que perceberam a aproximação da equipe.

Com a mãe foi apreendido R$ 30 e com a filha R$ 220 relacionados ao comércio de entorpecentes. Diante das evidências, as duas mulheres e os dois menores foram conduzidos a DRE, onde após os interrogatórios e oitivas foi lavrado o flagrante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *