Polícia Civil prende membro de facção envolvido com crimes de tráfico, roubo e tortura

A Polícia Judiciária Civil, através de investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), realizou a prisão em flagrante de um membro de facção criminosa, envolvido com crimes de tráfico de drogas, roubos e tortura. O suspeito, Marcos Fernando Oliveira Santos, 24, conhecido como “Irmão rato” ou “Irmão madruga” foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

A identificação do suspeito como membro da organização criminosa aconteceu dentro de investigações da Polícia Civil do tráfico de drogas nos bairros Cidade de Deus I e II, Francisca Garcete, Jardim Atlântico, André Maggi, João Antonio Fagundes e Parque São Jorge.

Segundo as investigações, Irmão Rato atuava com crimes de tráfico de drogas e roubos, sendo recentemente promovido dentro da facção criminosa, ficando responsável por recolher o dinheiro pago por outros membros aos líderes do grupo, assim como por aplicar penas aos que descumprissem regras impostas pela organização, tais como tortura física e agressões.

Há alguns dias, os policiais da Derf Rondonópolis já monitoravam a residência do suspeito e na segunda-feira (25), decidiram realizar a abordagem do investigado após ele ser visto em atitude suspeita em frente a casa. Os policiais entraram no imóvel e realizaram a abordagem nos fundos da casa.

No imóvel, os policiais encontraram a pia do banheiro quebrada e a sapateira tombada com os pertences espalhados pelo chão. Em buscas na casa, foi apreendida uma porção de maconha e um revólver calibre 38 com cinco munições intactas e uma picotada.

Diante do flagrante, o suspeito confessou que ao avistar a equipe policial pegou a arma de dentro da sapateira e que tentou esconder no forro do banheiro, subindo na pia, que não aguentou o peso e quebrou, ocasião em que correu para os fundos da casa e jogou a arma para cima do telhado.

No quarto do suspeito, foi apreendido um chicote com fios de cobre, utilizado para torturar os membros da facção que descumpre as regras, e R$ 1,4 mil, pertencente a organização criminosa.

Com base nas evidências, o suspeito foi encaminhado a Derf Rondonópolis para lavratura do flagrante. Em interrogatório, o suspeito confessou a participação em, pelo menos, dois roubos ocorridos no município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *