Polícia Civil retira 32 toneladas de sucata em operação Limpa Pátio Poconé

Aproximadamente 32 toneladas de sucata depositada no pátio da antiga Delegacia de Polícia de Poconé (104 km ao Sul), local em que atualmente funciona a Cadeia Pública local, foram retiradas pela Polícia Judiciária Civil em parceria com a sociedade organizada, após autorização expedida pela Justiça.

A operação denominada “Limpa Pátio Poconé” foi realizada durante dois dias, quarta e quinta-feira (28 e 29.08), resultando em um pátio devidamente limpo próximo a Cadeia Pública.

Além da preservação ao meio ambiente, o trabalho de limpeza e arrumação gerou um lucro de R$ 12 mil, pelo material reciclado, pagos em espécie pela empresa VW Peças e depositado em conta judicial vinculada ao processo.

Ha cinco anos, desde que a Polícia Civil de Poconé se mudou para o novo endereço, foi deixado no pátio onde atualmente funciona a Cadeia Pública da cidade, o passivo da Delegacia de `Polícia que ao longo do tempo, se transformou em sucata.

Na intenção de resolver o problema do acúmulo de veículos referentes as apreensões de muitos anos, o delegado de Poconé, João Eduardo Alencar, passou a buscar por ajustes junto a estabelecimentos de ferro velho, visando resolver o encalce dos entulhos aglomerados no local.

Após várias tratativas e mediante autorização judicial para se desfazer das antigas apreensões, foi acordado com a empresa VW Peças de Várzea Grande, para remoção do entulho. Para concretização da tarefa foi necessário a utilização de tratores, escavadeira e caminhões, que retiraram do pátio aproximadamente 32 toneladas de ferro velho. 

Conforme o delegado João Eduardo Alencar, pela entrega da sucata para reciclagem, o proprietário da VW Peças pagou o valor  R$ 12 mil, quantia bem maior que o estimado inicialmente. 

“Assim, com ajuda de máquinas adequadas e apoio de mão de obra contratada e de reeducandos, ao longo dos dois dias, todos os veículos foram retirados do pátio. Alguns que ainda possuíam seus números de chassis, que foram limpos e recortados, para comunicação junto ao Departamento de Trânsito (Detran)”, destacou João Eduardo Alencar.

A operação “Limpa pátio Poconé” foi acompanhada por representantes do Ministério Público e Poder Judiciário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *