Polícia desvenda execução e prende três; Facção Criminosa matou doente mental a pedido de vizinhos

Após afrontar o Comando Vermelho, correndo nu pelas ruas do bairro Novo Terceiro em Cuiabá, o ex-jogador de futebol Ronny Benedito de Lima, 45 anos, foi morto por membros da facção. Sua morte, após dois meses de investigação, foi desvendada pela Polícia Civil que apresentou nesta quinta-feira (22), os envolvidos no crime.  A reportagem, o delegado Fausto Freitas da Silva, disse que os bandidos – que moram na região -, teriam recebido muitas reclamações do ‘mal comportamento’ do ex-jogador. Inclusive moradores disseram que Ronny, que possuía transtornos mentais, estaria andando nu pelo bairro e mostrando o pênis para as pessoas.

Os criminosos levaram a reclamação até o detento Anderson Couto de Araújo, 32 anos, conhecido como “Brancão”, preso na Penitenciária Central do Estado (PCE), e apontado como uma das lideranças da facção. Foi ele quem determinou que Ronny fosse eliminado. Mateus Júnior Xavier da Silva, 21 anos, foi apontado como o autor dos disparos, Wilson Remerson Xavier Ferreira, 27 anos, [primo de Mateus], que teria atuado como piloto de fuga. E Jackson de Souza Lopes, 27 anos, que teria emprestado a arma de fogo para o assassinato.

Todos têm em comum uma vasta ficha policial por envolvimento em diversos crimes, bem como a atuação efetiva como membros da facção, fato ostentado em fotos nas redes sociais e em mensagens obtidas durante a investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *