REDE CEGONHA: Botelho visita maternidade de VG e garante empenho para instalação de UTI Neonatal

Com aproximadamente 300 procedimentos realizados, sendo 222 partos, a Rede Cegonha de Várzea Grande deverá receber novos recursos para a instalação de UTI Neonatal. O pedido foi feito pelo secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros aos deputados Eduardo Botelho (DEM – primeiro-secretário da Mesa Diretora) e Dr. João (MDB – presidente da Comissão de Saúde da ALMT), durante visita dos parlamentares à unidade de saúde, nesta terça-feira (06).

Na oportunidade, os parlamentares checaram as novas instalações da maternidade instalada no antigo Hospital São Lucas, fruto da parceria da Assembleia Legislativa com o município. Em funcionamento desde 14 de maio deste ano, a Maternidade Rede Cegonha já contabiliza diversos atendimentos, foram feitas 102 cesáreas; 120 partos normais; 55 curetagens uterina e outros tratamentos de saúde da mulher entre consultas e internações, que totalizam quase cinco mil atendimentos.

Botelho explicou que a nova parceria poderá ser consolidada diante do resultado positivo da maternidade até o momento. Contudo, o pedido passará pelo crivo da Comissão de Saúde da ALMT e, posteriormente, da Mesa Diretora.

“Essa parceria que fizemos com a maternidade já tem resultados positivos, pois aqui já nasceram mais de 200 crianças. O número de cirurgias que estão sendo feitas é muito grande, tinha 300 pessoas na lista de espera e já fizeram mais de 150. Então, os números são favoráveis e acredito que vai ser possível continuarmos essa parceria”, disse Botelho, que também teve o trabalho exaltado em defesa de Várzea Grande pelo Dr. João. Botelho concedeu apoio incondicional à instalação da maternidade exclusiva em Várzea Grande.

O secretário também agradeceu a equipe e ALMT. Lembrou que a ação do parlamento estadual foi fundamental para o nascimento de novos várzea-grandenses. “Queremos agradecer, em nome de toda equipe de saúde que tem todo mérito, esses resultados que aparecem tem muito apoio da Assembleia Legislativa, inclusive a abertura da nossa maternidade só foi possível graças ao repasse de R$ 2 milhões, que nos possibilitou a realizar, ainda que de forma modesta, parte do sonho de muitos várzea-grandenses. Eu não tive o prazer de nascer aqui, mas a maternidade é motivo de orgulho”, agradeceu Barros, ao destacar também o apoio recebido para a instalação de duas centrais de vacinação contra Covid-19 no município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *