Sargento Joelson cobra informações sobre o serviço de transporte coletivo no Distrito do Aguaçu

O vereador Sargento Joelson (SD), apresentou na sessão ordinária desta quinta-feira 11, um requerimento a Secretaria de Mobilidade Urbana (SEMOB), sobre a demanda que recebeu do Distrito de Aguaçu, acerca do serviço dos transporte coletivo naquela comunidade, Joelson pede que as empresas entreguem documentos e estudos feitos para implantação do atendimento a esta comunidade Rural.

O gabinete do vereador recebeu solicitação dos moradores do Aguaçu, acerca dos serviços prestados das empresas do transporte coletivo que têm a obrigação de atender a Zona Rural. A reclamação da população local é que ainda está funcionando o sistema antigo de transporte e não teve alteração, reclamam também dos valores altos que são cobrados e os horários que estão sendo aplicados. Sobre o valor da cobrança, o contrato prevê que as empresas antes de prestar o serviço, entreguem um estudo de viabilidade e custo através de pesquisas e reuniões com as comunidades.

O contrato previu quatro lotes, e cada lote teve uma empresa vencedora são elas; VPAR Transporte e Serviços SPE Ltda – Sociedade de Propósito Específico, Caribus Transportes e Serviços Ltda, Integração Transportes Ltda, Rápido Cuiabá Transporte Urbano Ltda. Que receberam a incumbência de implantar os novos ônibus nas comunidades rurais. Segundo a Cláusula 5ª. Parágrafo 3º. Que fixa o prazo máximo para a implantação e disponibilização à população do Serviço Especial de Transporte Coletivo da Área Rural que é de 12 (doze) meses, prazo este vencido em Dezembro de 2020.

Sargento Joelson solicitou cópias dos estudos feitos pelas empresas para poder acompanhar e fiscalizar estas aplicações e dar uma resposta as comunidades. O pedido se embasa no parágrafo 2º do contrato que se exigiu que o estudo tenha sido por meio de pesquisa e reuniões comunitárias a qual pode até, não ter ocorrido. “As empresas de transporte coletivo tem um contrato de 20 anos, e tem algumas obrigatoriedades, uma delas é prestar este serviço de transporte especial a zona rural, já completou um ano e nada, venceu o prazo, recebemos esta demanda do Aguaçu e realmente não está sendo atendido, por isso apresentamos este requerimento até pelo anseio dos moradores que estão tendo um serviço precário, às vezes, até uma vez ao dia, vamos discutir pontos do contrato que acabamos observando que também não estão sendo cumprido”. Diz Joelson

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *