Seduc-MT quer sugestões de professores para mudar sistema de atribuição de aulas

Contribuições para o novo modelo de PAS devem ser enviadas por e-mail até o dia 1º de junho.

O Processo de Atribuição Simplificado (PAS) para o ano letivo de 2022 da rede estadual de ensino terá mudanças. Durante uma transmissão ao vivo, o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, anunciou que está aberta uma consulta pública, por meio de e-mail, a fim de que profissionais da educação possam fazer sugestões para o novo sistema de atribuição.

Alan Porto criticou o atual processo e afirmou que muitas vezes o professor acaba saindo da escola onde leciona por causa das regras em vigor. Para o secretário, é preciso levar em conta o desejo do educador em continuar na unidade onde leciona.

“Todo ano, tem professor que acaba trocando de escola sem ele querer. É preciso traçar um novo plano de atribuição. Por isso são importantes as sugestões de todos os envolvidos”, disse o secretário de Educação.

A secretária adjunta de Gestão de Pessoas da Seduc-MT, Flávia Emanuelle de Souza Soares, que também participou da transmissão, explica que as sugestões podem ser enviadas pelo e-mail recrutamento.selecao@educacao.mt.gov.br até o dia 1º de junho.

“Os profissionais podem e devem enviar sugestões, pois nesse momento estamos debatendo a construção de um novo modelo de atribuição que está intimamente ligado ao profissional da ponta do processo educacional”, disse.

A próxima etapa, após o prazo de envio das sugestões, será a apresentação do novo modelo já com as contribuições de todos.

“Queremos atender de maneira efetiva as necessidades organizacionais de nosso quadro de pessoal. A nossa perspectiva é fazer a organização do novo modelo, inclusive a questão legislativa. Se for preciso, teremos que mudá-la para que o próximo ano letivo tenha essa alteração”, ressaltou Flávia.

Durante a transmissão ao vivo, a gerente de Quadro Manutenção de Indicadores da Seduc-MT, Denise Laurentino de Oliveira, fez a exposição do atual Processo de Atribuição Simplificado (PAS). O processo tem três etapas: inscrição (conhecida como contagem de pontos), validação da pontuação e atribuição das aulas na unidade escolar ou cargos para os profissionais administrativos e apoio.

“Na inscrição, temos muitos, mas muitos profissionais, principalmente professores que, por um motivo ou outro, não fazem a inscrição. Com isso, perdem o direito de atribuir na escola onde estão. Outros se inscrevem, mas não validam os pontos e essa etapa é feita na Assessoria Pedagógica no período de atribuição dos remanescentes. É um período de movimentação intensa”, disse Denise.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *