SEM FESTA E COM CONSCIÊNCIA: Várzea Grande proíbe carnaval e aguarda nova lei para revogar feriados

Decisão do prefeito Kalil Baracat visa impedir as aglomerações. Ele cobra consciência das pessoas para ajudarem as autoridades a manter a covid 19 sob controle. Ele lembrou a necessidade de ações conjuntas do estado e de Cuiabá com Várzea Grande

Várzea Grande não vai permitir a realização de festas de carnaval neste ano de 2021 e aguarda apreciação da Câmara Municipal de Vereadores de projeto de Lei alterando o feriado municipal instituído pela Lei 2.195/2000 para ponto facultativo.

A decisão foi tomada pelo prefeito Kalil Baracat que sinalizou existir uma unificação de atuação com o Governo do Estado e a Prefeitura de Cuiabá, para que o ordenamento em torno da pandemia da COVID 19, ou seja, promover as mesmas decisões para todos, resguardadas as peculiaridades de cada um, para que os efeitos no combate a pandemia sejam os mais amplos possíveis.

O Comitê de Enfrentamento a Coronavírus – COVID 19 de Várzea Grande, se reúne na segunda-feira, dia 08 de fevereiro, para definir as medidas que serão implementadas a fim de endurecer na fiscalização de festas de qualquer natureza e impedir aglomerações e desrespeito as regras sanitárias de distanciamento social, uso de máscaras e álcool em gel e água e sabão.

Kalil Baracat lembrou que o momento vivenciado pelo Brasil em relação a COVID 19 exige medidas firmes e voltadas para assegurar a qualidade de vida de todos e o reforço do SUS – Sistema Único de Saúde para fazer o enfrentamento a pandemia, lembrando que “não nos faltará empenho e decisão para manter a pandemia sob controle e o atendimento daqueles que realmente necessitam da saúde pública”, disse Kalil Baracat.

O prefeito pediu consciência de toda a população, lembrando que ela é o principal ator neste processo e tem a capacidade, em se preservando, de evitar a propagação da doença e ajudar a administração pública a fazer o enfrentamento.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *