Servidor do TCE é detido com arma após ameaçar e agredir a mulher por não aceitar separação em Cuiabá

Servidor foi abordado na região do viaduto do bairro Despraiado. A arma, calibre 380, foi encontrada no porta-malas do automóvel dele, uma BMW.

Um servidor público foi detido na noite desse sábado (26) suspeito de ter agredido a mulher dele, em Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, o suspeito, Marcelo Gramolini Bianchini, teria agredido e ameaçado a vítima com uma arma.

A polícia não informou se ele confessou as agressões.

Bianchini é servidor do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

A situação ocorreu no bairro Morada do Sol.

De acordo com a PM, testemunhas ligaram para a polícia e denunciaram um caso de violência doméstica.

A mulher do servidor disse que foi casada com ele por 13 anos e que recentemente pediu a separação. O servidor, porém, não aceitou a separação e constantemente fazia ameaças à mulher.

Ela afirmou que naquele dia sofreu ameaças e agressões físicas. O ex-marido, a todo momento, dizia que tinha uma arma guardada no cofre da casa deles.

A polícia foi até o apartamento deles e foi recebida pela mulher. O marido deixou o edifício de carro assim que a polícia chegou.

O servidor foi abordado na região do viaduto do bairro Despraiado. A arma, calibre 380, foi encontrada no porta-malas do automóvel dele, uma BMW.

Ela estava dentro de uma mala com outros 2 carregadores e 77 munições. Ele não tinha autorização para usar a arma.

O suspeito foi detido por lesão corporal e posse ilegal de arma. Ele foi levado à Central de Flagrantes de Cuiabá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *