Soldado da PM é encontrado morto e com sinais de tortura

Desaparecido desde quarta-feira (13), o soldado da Polícia Militar Bruno de Oliveira Gibertoni, de 30 anos, foi encontrado morto neste sábado (16) em uma parte de mata na cidade de Cubatão. Bruno morava em Praia Grande, e desapareceu após se reunir com amigos em São Vicente para ver o jogo do Palmeiras.

Em entrevista ao UOL, os policiais responsáveis por encontrar o corpo de Bruno disseram que ele tinha sinais de violência, e que a área em que ele estava era liderara pelo PCC. Segundo as autoridades o local em que o soldado estava é utilizado pelo Primeiro Comando da Capital para cometer crimes, como homicídio, tortura e ocultação de cadáver.

O corpo de Bruno estava em um mangue de difícil acesso, e o Corpo de Bombeiros foi notificado às 5h55 da manhã para ir até o local. Policiais civis de Santor afirmam que tiroteios que ocorreram nas favelas da cidade podem ter ligação com a morte do soldado.

COMPARTILHE ESSA MATÉRIA:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *