Toninho de Souza faz balançou da sua atuação enquanto deputado

Em 42 dias o parlamentar apresentou 10 proposições, sendo 04 projetos de lei, 04 requerimentos de audiências e 02 indicações ao Estado

O deputado estadual Toninho de Souza (PSD), que devolve a cadeira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) ao presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (DEM) – que havia se licenciado por motivos particulares -, nesta segunda-feira (03), avalia como produtiva a sua passagem pela Casa de Leis nesses 42 dias em que assumiu como suplente de Botelho. No período, o parlamentar apresentou 10 proposições, sendo quatro projetos de lei, quatro requerimentos de audiências públicas e duas indicações ao Governo do Estado. “Foi uma experiência gratificante e uma prova de que posso fazer muito por meu Mato Grosso. Nesse período, tive o apoio necessário tanto da Casa de Leis, quanto da sociedade”, avaliou.

Na sexta-feira (31.05), Toninho de Souza viu o Plenário Milton Figueiredo lotado para a primeira das suas quatro audiências públicas requeridas e aprovadas. O evento discutiu problemas inerentes ao setor habitacional na Grande Cuiabá e reuniu representantes da Caixa Econômica Federal (CEF), Secretaria de Estado de Cidades, Secretaria de Assistência Social e a secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Cuiabá. “Realizamos uma audiência para cobrar o direito da população humilde que precisa de moradia. Cobramos fiscalização da Caixa Econômica sobre os contratos de casas populares e aqueles que descumpriram as exigências contratuais que tenham as unidades retomadas e entregues a quem precisa”.

As demais audiências públicas vão debater a Agricultura Familiar nos 13 municípios do Vale do Rio Cuiabá (10.06), também a Tarifa Social de Energia Elétrica (14.06) e a Crescente Violência na Zona Rural dos Municípios de Mato Grosso, em especial os da baixada cuiabana (24.06). Toninho de Souza diz que são temas atuais e relevantes para melhorar a vida das pessoas, principalmente na periferia das cidades e na zona rural. “São as nossas principais bandeiras de luta enquanto parlamentar, seja na Câmara de Vereadores de Cuiabá, seja no Parlamento Estadual”.

Quanto aos projetos de lei apresentados, o deputado observa que vai defender aprovação das quatro proposituras. “O primeiro apresentado foi o PL que dispõe sobre a obrigatoriedade de ensino das disciplinas de História, Geografia e Literatura de Mato Grosso na Rede Estadual de Ensino. Um povo que não conhece o seu passado e não compreende a sua atualidade vai comprometer o seu futuro, certamente. Por isso, considero esse projeto importante para todos os 141 municípios e não apenas às cidades mais antigas do estado”. Para o parlamentar, conhecendo a história e os seus personagens, a sociedade vai amar o seu estado e será exemplo de cidadania.

Toninho de Souza também apresentou o projeto que dispõem sobre autorização de realização de atividades do Serviço Voluntário da Capelania Escolar na Rede Estadual de Ensino. O objetivo é criar uma rede de apoio a mediação de conflitos, reforçando a estrutura apoiada pelo Ministério Público, Secretaria de Educação e Tribunal de Justiça. “Pretendemos focar no que o ser humano tem melhor, que a solidariedade”, disse. Em outras propostas, o parlamentar quer a criação e implementação da Patrulha Rural da Polícia Militar na zona rural dos municípios; além da proibição de produção, fornecimento e distribuição de canudos plásticos produzidos com materiais não-biodegradáveis no âmbito estadual.

Na articulação política, o deputado do PSD conseguiu recursos ao Município de Nobres e uma boa notícia para o Distrito de Coqueiral. A obra da Escola Marechal Rondon será retomada e cerca de 600 alunos poderão estudar na nova unidade a partir de 2020. Uma luta que Toninho de Souza fez questão de dividir com os vereadores de Nobres, Adeliam Messias e Nem. Na Sinfra, fez gestão defendendo o asfaltamento de trecho da MT-351, que vai beneficiar o Distrito de Coqueiral, em Nobres. Ainda nas indicações, também teve destaque ao requerer do Estado a reforma da ponte de madeira sobre o Rio Cuiabazinho, na Região de Forquilha do Rio Manso, no município de Rosário Oeste.

Outra ação importante foi na área da Educação. Toninho se diz orgulhoso de mais uma ação proativa em benefício do Município de Rosário Oeste. Como desdobramento de uma reunião que já havia realizado na Seduc, ele fechou os trâmites para liberação de verba emergencial para obra de reforma no anexo da Escola Estadual Estevão Pereira. “Em breve, Marzagão terá uma escola em melhores condições de uso. Mais uma intervenção do nosso gabinete em prol da qualidade de vida dos estudantes daquela região”. Ainda com foco na zona rural, o deputado alinhou encaminhamentos para a realização de cursos profissionalizantes destinados a jovens da agricultura familiar. “Só na Grande Cuiabá há cerca de 100 mil jovens vivendo abaixo da linha da pobreza por falta de oportunidade como essa. Juntos vamos mudar esse quadro”, avaliou.

Em relação à Saúde Pública, Toninho de Souza manteve a linha de atuação em favor da Santa de Misericórdia de Cuiabá. Então criador do Movimento Santa Casa de Mortas Abertas na Câmara de Cuiabá, o deputado reforçou a discussão no âmbito do Legislativo Estadual e participou ativamente do desfecho que culminou com o Estado abraçando a causa e assumindo o hospital filantrópico de 200 anos. “Com esse movimento eu quis dar uma sobrevida ao hospital e ganhar tempo para que houvesse uma articulação política que começou sendo mediada pela Câmara de Vereadores e passou pela Prefeitura e Assembleia Legislativa. Os resultados todos conhecem. A Santa Casa está sendo transformada em hospital de alta complexidade para atender todo o Estado de Mato Grosso. Estou satisfeito pelo dever cumprido nesses 42 dias de trabalho legislativo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *