Traficante é presa fazendo entrega de drogas no Bairro Ouro Verde em VG; veja o vídeo

Andreia denunciou o esposo que foi preso quando buscava informações na Central de Flagrantes

Andreia Passos de Souza,  Nivaldo Costa da Silva e Eufer Fernando Amorim Costa foram presos em flagrante pela Polícia Militar nesta sexta-feira (06) acusados de tráfico ilícito de drogas.

Conforme consta no boletim de ocorrência nº 2019.266627 os militares em patrulhamento pelo Bairro Ouro Verde deparou com duas pessoas em atitude suspeita onde, sendo que a suspeita posteriormente identificada como Andreia realizava a entrega de uma sacola para o suspeito Eufer que ao perceberem a presença da viatura policial  apresentaram nervosismo.

O suspeito Eufer  tentou evadir para o interior de uma residência e a suspeita Andreia permaneceu dentro de um veículo GM Onix de cor branca, placa PZR 0301.

Feita a abordagem policial na busca pessoal realizada foi encontrado em poder de Eufer  01 porção média de substância análoga à cocaína e a quanta de 70 reais.

Questionado Eufer relatou aos militares que teria adquirido naquele  momento  a droga de Andreia pelo valor de 250 reais.

O suspeito Euler confessou ainda que Andréia comercializa  e que também  realiza a entrega da droga.

Com a suspeita Andreia foi localizado em sua bolsa um pedaço médio de substância análoga à maconha e a quantia de 335 reais em espécie.

A suspeita confessou aos militares que estava realizando a entrega de entorpecente e que teria mais em lugares que ela indicaria aos policiais.

Os militares fizeram diligências em locais indicados pela suspeita, porém não foi localizada nenhuma droga nos referidos locais.

Novamente questionada a suspeita disse que alugava uma Kitnet e que nesse local estariam guardados os entorpecentes.

No local os militares foram informados pela mãe da suspeita que a informação era falsa, sendo que posteriormente Andreia confessou que teria levado a guarnição em nesses locais para que seu marido percebesse a movimentação e evadisse de sua residência.

A guarnição deslocou até a residência da suspeita onde não havia ninguém e nas buscas realizada no local nada de ilícito foi encontrado, porém ao realizar a varredura no quintal foi localizado 02 tabletes de substância análoga à maconha

Questionada se era apenas aqueles 02 tabletes que havia no local a suspeita disse que seu esposo ao foragir do local provavelmente teria escondido o restante da droga.

No momento em que os militares chegaram a Central de Flagrantes um homem se identificou como sendo Nivaldo e que o mesmo seria esposo de Andreia onde disse que estava em seu estabelecimento comercial quando foi avisado que sua esposa havia sido presa  que o mesmo teria vindo até a Central de Flagrantes para toar conhecimento dos motivos de sua prisão.

Diante do relato de Andreia que confessou que seu esposo tinha conhecimento da comercialização do entorpecente os militares deram voz de prisão a Nivaldo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *