Um empate perigoso do Corinthians…

(Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)

O Corinthians desperdiçou uma grande oportunidade de deixar encaminhada a classificação para as semifinais da Copa Sul-Americana. Diante do capenga Fluminense empatou sem gols, nessa quarta feira à noite, no estádio de Itaquera. A expectativa era de uma vitória até por boa margem de gols. Ledo engano. Uma decepção para mais de 30 mil pagantes que estiveram na Arena alvinegra.

Um primeiro tempo que deixou a desejar. Afinal, até os 20 minutos foi o Fluminense que mandou em campo, bem ao estilo o ex-treinador, Fernando Diniz. Aliás, o novo técnico, Osvaldo Oliveira, o popular O O, ficou assistindo ao pega das Tribunas de Honra, e no intervalo desceu aos vestiários para dar uns pitacos no esquema tático do interino Marcão.

Defesa corintiana teve trabalho com o veterano Nenê, com a camisa 4, e o velho e bom Paulo Henrique Ganso. Alvinegros envolvidos pelo toque de bola do adversário. Aí, então, o Timão acordou e pelo menos assustou o goleiro Muriel. Fagner fez boa jogada e quase marcou já nos descontos.

Na etapa final, o treinador Fábio Carille demorou para tirar Matheus Vital e colocar Jadson. Alguém precisava encostar em Vágner Love para ajeitar um lance de gol. Na verdade, estava difícil encaixar o jogo diante da correria do Flu. Veio Boselli para sair Love. Carille trocou seis por meia dúzia.

Pedrinho, contundido, cedeu lugar para Gustagol, na esperança de o ataque corintiano finalmente funcionar. O centroavante correspondeu principalmente nos “chuveirinhos” na grande área. Gustagol cabeceou e acertou o travessão. Que dureza!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *