Vereador de Chapada dos Guimarães (MT) morre vítima da Covid-19

Ele estava internado no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá.

Vereador Ailton Fernandes de Oliveira (PSB), conhecido como Birimbau, morreu na madrugada desta sexta-feira (9) aos 57 anos vítima de Covid-19 — Foto: Assessoria

O vereador Ailton Fernandes de Oliveira (PSB), conhecido como Birimbau, morreu na madrugada desta sexta-feira (9) aos 57 anos vítima de Covid-19. Ele estava internado no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá. Ailton era vereador em Chapada dos Guimarães, a 65 km da capital.

Em nota, a Câmara Municipal de Chapada dos Guimarães lamentou o falecimento do vereador.

Birimbau iniciou sua carreira política em 2012, onde na ocasião foi eleito vereador com 303 votos. O parlamentar foi reconduzido à Câmara Municipal em 2020, com 247 votos.

Atualmente o vereador Birimbau estava presidindo na Câmara a Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização.

Ele também era membro de outras importantes comissões, como a Comissão de Obras, Serviços Públicos, Agroindústria, Comércio e Turismo; e a Comissão de Defesa e Proteção dos Direitos da Mulher

A Câmara Municipal de Chapada dos Guimarães irá decretar luto de três dias e as bandeiras na sede do Legislativo serão hasteadas a meio mastro em homenagem ao vereador.

Covid-19

Mato Grosso registrou 57 mortes e 1.707 novas confirmações de casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. A Secretaria Estaudual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (8), 324.899 casos confirmados da doença, sendo registrados 8.403 óbitos em decorrência do coronavírus no estado.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Dos 324.899 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.813 estão em isolamento domiciliar e 300.564 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 519 internações em UTIs públicas e 504 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,56% para UTIs adulto e em 58% para enfermarias adulto.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *