Vídeo mostra momento exato do atropelamento de mãe e filhos na Av. dos Trabalhadores

Pelas imagens de vídeo mostradas na TV Centro Verde se percebe que Weley Patrick estava dirigindo no meio da pista. Se vê outros dois carros no mesmo sentido e a mulher correndo pela pista de rolamento para tentar alcançar o outro lado da avenida com os dois filhos pequenos

As imagens de uma câmera de vídeo, instalada próximo ao Condomínio Alphaville, onde a caminhonete Dodge Ran dirigida por Wesley Patrick Villas Boas de Souza, 23 anos, atropelou uma família, causando ferimentos na mãe, Cleide dos Santos, 48 anos e a morte de seus dois filhos, Bruno dos Santos, de 10 anos e Brenda dos Santos, de apenas dois anos. O motorista ainda desviar indo para a pista da esquerda, mas a mãe e as crianças corriam pela Avenida dos Trabalhadores e acabaram sendo atropeladas.

Pelas imagens de vídeo mostradas na TV Centro Verde se percebe que Wesley Patrick estava dirigindo no meio da pista. Se vê outros dois carros no mesmo sentido e a mulher correndo pela pista de rolamento para tentar alcançar o outro lado da avenida com os dois filhos pequenos. Ao perceber que a mulher estava correndo em direção a caminhonete dá para ver que o motorista tenta jogar o carro para o seu lado esquerdo. Mas, não conseguiu. A parte do lado direito da caminhonete acabou atingindo a mãe e as crianças, jogando longe, no asfalto. O filho mais velho morreu no local e a criança de dois anos acabou morrendo a caminho do Pronto Socorro de Cuiabá.

Dá para perceber nas imagens que Wesley Patrick além de jogar o carro para o lado esquerdo da pista ainda pisou no freio, mas não conseguiu parar a caminhonete a tempo. Não dá para perceber se a velocidade no exato momento do atropelamento era alta para o local. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) irá determinar a velocidade empregada pela Dodge Ram no momento da batida.

O teste do bafômetro não apontou nenhuma ingestão de álcool por parte do condutor, que parou o veículo, acionando a Polícia Militar o Samu. Ele se encontra em prisão preventiva pelo acidente, por determinação do juiz Wladymir Perri, da Terceira Câmara Criminal de Cuiabá.

A defesa do motorista já avisou que vai usar as imagens divulgadas pela TV Cidade Verde para mostrar que seu cliente não teve culpa no atropelamento. Segundo os advogados, a mulher foi imprudente ao tentar atravessar a Avenida dos Trabalhadores naquele local com uma criança no colo e segurando outra em uma mãos e correndo, mesmo sabendo que vinham carros na direção em que estava.

Veja o vídeo:

Fonte: Esportes e Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *