Wellington afirma que eleição de Pacheco a presidente do Senado beneficia Mato Grosso

Rodrigo Pacheco reafirmou em almoço sua parceira e compromisso com o líder do Bloco Parlamentar Vanguarda

A eleição do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) a presidente do Senado Federal, nesta segunda-feira, 01, vai beneficiar diretamente Mato Grosso. Sobretudo no encaminhamento de projetos de interesse do Estado, segundo avaliou o senador Wellington Fagundes (PL-MT). Ele destacou a relação próxima que mantém com o parlamentar de Minas Gerais.

Por pertencer ao Democratas, Rodrigo Pacheco participou ativamente nos últimos dois anos das reuniões e articulações do Bloco Parlamentar Vanguarda, liderado por Fagundes. Do bloco parlamentar, participa também o senador Jayme Campos. “Importante ressaltar que agora quem passa a integrar diretamente o bloco é o ex-presidente Davi Alcolumbre, que também é do DEM” – lembrou.

Antes da votação em plenário, Rodrigo Pacheco esteve em almoço com o senador Wellington Fagundes e confirmou a parceria em defesa dos interesses de Mato Grosso. Pacheco ressaltou que seu mandato estará em prol de aproximar ainda mais as lideranças partidárias do Congresso com a área econômica do Governo. Para ele, a atuação municipalista de Wellington deve facilitar o diálogo com a Confederação Nacional dos Municípios e os governos de Estados em crescimento, como Mato Grosso.

Wellington ressaltou que Rodrigo Pacheco possui perfil conciliador para pautar medidas importantes ao país. “E quando falamos em projetos importantes para o país, estamos falando de Mato Grosso, que tem ocupado relevante papel na economia nacional” – frisou o senador do PL. 

Segundo Wellington, estados como Mato Grosso precisam de políticas voltadas ao incentivo ao pequeno produtor e comerciante, o crescimento dos empregos, a regularização fundiária e as políticas ambientais. Fagundes disse que também há o compromisso de Rodrigo Pacheco em encaminhar a discussão ampla da reforma tributária, votação da prorrogação do Auxílio Emergencial e a fiscalização do Plano Nacional de Vacinação contra a COVID-19.

Nesta segunda-feira, Wellington Fagundes comemorou também 30 anos de trabalhos no Congresso Nacional. Ele foi eleito pela primeira vez em 1990, tomando posse no dia 1 de fevereiro de 1991. Atualmente senador da República, Fagundes é líder do Bloco Parlamentar Vanguarda, vice-presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Municípios Brasileiros e presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *