Wellington quer prioridade para a reforma tributária

O senador Wellington Fagundes voltou a defender, ontem (23.05), a reforma tributária como fundamental e urgente para a retomada do crescimento econômico no país. A proposta foi feita durante comemoração do Dia da Indústria, promovida pela Federação de Indústrias de Mato Grosso (Fiemt). Segundo ele, o excesso de burocracia e a pesada carga tributária que incidem sobre a atividade industrial têm contribuído para atravancar a retomada do crescimento da economia. “Esses fatores dificultam, na verdade, toda a atividade econômica do país”, disse ele.

O parlamentar também ressaltou as dificuldades de acesso ao crédito, as altas taxas de juros e a insegurança jurídica como problemas que deveriam ser enfrentados pelo governo federal para que o Brasil volte a crescer.

“Hoje, vivemos duas crises conjuntas – a política e a econômica. Isso cria um cenário ainda mais difícil para o país”, disse ele. O parlamentar acredita que as soluções devem estar na pauta dos empresários ligados à indústria. “Assim como os prefeitos marcham até Brasília para reivindicar as soluções para os problemas dos municípios, o mesmo deveria ser feito pelo setor industrial”, sugeriu.

O presidente da Fiemt, Gustavo Oliveira, acatou as sugestões do senador e convocou o setor a organizar uma pauta a ser discutida em Brasília.

Na palestra, o jornalista Luís Artur Nogueira, também falou sobre as consequências da crise política sobre a economia do país e sugeriu o equilíbrio das contas públicas, a reforma da previdência, o incremento do consumo e investimentos em infraestrutura e na produção industrial como fundamentais para o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *